sábado, 12 de fevereiro de 2011

Minha marca - "Luz do Meu Rancho"

Por volta de 2003, o Amaro Peres, que é um dos grandes nomes da música gaúcha, me ligou e me disse que o Porca Véia, tinha nos pedido para que fizéssemos uma valsa, visto que já fazia dez anos que ele (Porca Véia) não gravava uma valsa inédita! Bueno! Até aí tudo bem! Afinal eu já estava um pouco tarimbado na lida de fazer versos e melodias. Acontece que o Amaro me disse que o Porca Véia queria que fosse uma valsa com letra romântica. Tudo bem também, não fosse o fato de que eu acabara de me separar da minha (então) esposa e não tinha nenhuma vontade de escrever alguma coisa sobre romantismo. Então piorou mais ainda quando ele me disse que o Porca Véia queria que fossem versos declarando amor à esposa. Ora! Naquele momento a minha vontade era só maldizer as mulheres, principalmente as esposas.
Porém consciente da responsabilidade que o Porca Véia e o Amaro Peres depositaram em mim e na minha capacidade, me desfiz por alguns instantes daquela mágoa e fiz estes versos que vocês estão ouvindo. A partir daquele dia, eu tive a plena certeza de que realmente seria capaz de viver o resto da minha vida fazendo verso e música! "Luz do Meu Rancho" é uma das músicas que eu mais me orgulho de ter feito. Principalmente porque é de parceria com o Amaro (um grande amigo, com quem cantei na época do Bando Gaúcho) e por ter sido encomendada e gravada pelo Porca Véia. É o tipo de música que fica!
"Luz do Meu Rancho" é uma composição de Amaro Peres e Dionísio Costa!
Um forte abraaaaço e até o próximo chasque!

Nenhum comentário:

Postar um comentário